Acordo Ortográfico

Este blog não se rege pelo acordo ortográfico. Nem por qualquer regra gramatical.

Eu sou um nabo a portugês!? Português digo!

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Dia 148 e 149 – Não sei nada já...

Desde ontem que ando a pensar em deixar de escrever diariamente no blog.
Mas os meus compromissos pessoais dizem-me que seria uma lamentável ideia.
Ainda assim olho para o blog e penso: sou um idiota.
Olho de volta e penso: Terapia!

A cortina vermelha… a minha vida não é uma peça de teatro… não é um espectáculo ficcional.

Eu não sou um personagem que se apresenta em palco a contar uma história...

Mas hoje o que eu mais desejo é que a cortina feche… 
...e quando voltar a abrir ser todo um novo espectáculo.


Not accepted!!! 

quarta-feira, 27 de maio de 2015

terça-feira, 26 de maio de 2015

Dia 146 – Epifania

Não vou contar nada do que tenho passado nos últimos dias e que me têm deixado super feliz e animado. Posso apenas dizer que mesmo que estes dias terminem hoje, amanhã ou no dia seguinte eu não quero saber… simplesmente vou viver.

Mas quero divagar hoje na minha aquiescência por dizer que o marasmo a depressão os sentimentos de culpa os complexos e os pensamentos negativos são de facto um cocktail muito perigoso para a vida individual de uma pessoa.

Tenho falado bastante no meu quotidiano sobre a necessidade de se ser equilibrado entre se ser sentimentalista e racional. Até porque a racionalidade deve ser usada para equilibrar os sentimentos.

Durante este tempo todo o problema tem sido saber como ser racional em questões que nos afectam tremendamente as emoções.

Pode isto parecer contraditório mas não é. Não quis dizer que teremos sempre de saber como lidar com os sentimentos por se ser racional, por que a racionalidade está inerente à existência humana, o que quero dizer é que vez por outra algo que nos atinge é tão forte que não sabemos como agir.


Cada um terá o seu antídoto, ou algum cheiro, ou momento, ou será uma imagem, ou os amigos reais ou virtuais, ou o companheiro… certo é que fará e causará uma epifania na maneira de pensar e tudo muda.

Olhamos para nós próprios e constatamos o quão errados estávamos ao pensar de determinada maneira, ou de agir em determinada maneira. Tal situação pode durar anos!

E porque este blog é sobre a minha aquiescência, eu caí do lugar onde estava e vi que tudo é possível e que tudo pode acontecer e que prever as fatalidades ou as consequências desgasta muito uma pessoa e a quem a rodeia.

Quase que transformo este texto que supostamente procurava ser de motivação para quem o irá ler e se identifica com o que aqui desabafo num pedido honesto de desculpas a quem possa ter magoado ou quem afastei - mas ainda assim num momento de egocentrismo – creio que foi no momento certo, no tempo devido e na ocasião apropriada que tudo aconteceu…

Como em tempos disse “Viver não é um capricho meu nem uma natureza que se diz estar traçada em linhas invisíveis pelo destino, estas ideias são para mim um logro que procura justificar as nossas escolhas e contratempos. No entanto há coincidências em momentos da nossa existência que nos fazem pensar que a eventualidade de alguns desses acontecimentos não são acasos. Ainda assim acredito que tudo o que está à minha volta influência as minhas decisões.”


Se por este momento o que me rodeia me faz agir de forma a ficar feliz agradeço a isso, pois diria que a epifania me foi causada por MyLov, Habibi, Jorge, Pether and faa, um cheiro de um perfume, um beijo e um abraço.


ACCEPTED!!!
مقبول




Dia 145 - Estar feliz



أن تحب هو أن تشعر بالسعادة لسعادة الآخر ل

ACCEPTED!!!

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Dia 142 - Sexta Feira

Hoje o meu dia são frases simples como:

- acordei com vontade inexplicável de ser pai.
- só penso no fim de semana.
- ainda não recebi nenhuma SMS hoje.
- quero um Gin Tónico.
- odeio o meu emprego.
- estou quase de saída.
- hoje é sexta.
- não sei o que fazer para jantar.
- quero estes sapatos.
- o telefone ainda não tocou.
- não sei o que vestir amanhã.
- o meu cabelo tá uma lástima.
- um bébé nos braços, como será.
- sms? no... 
- Hello MyLov... <3 :***
- aaahhhhh SABADO... at last.

Accepted!!!




Dia 141 - Call




ACCEPTED!!!

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Dia 140 – Bricolage

Não há nada pior do que olhar para o roupeiro, que até é relativamente grande, e não saber onde arrumar as coisas.
Tanto eu como MyLove reclamamos espaço mas não é um do outro… é aos lençóis, cobertores, malas de viagens, toalhas de banho, cabides e coisas que não interessam assim tanto como um blazer bem acondicionado.

Depois vem outra questão… é que a roupa está tão arrumadinha que dou por mim a usar as mesmas coisas quando existem peças por serem usadas desde há muitos tempo. O que não é necessariamente uma calamidade pois dá a sensação que estamos a usar uma peça nova.
Pior é descobrir que realmente nunca usámos aquela peça pois ainda traz a etiqueta agarrada.

Agora creio que tenho decididamente de passar  o fim-de-semana a fazer bricolage e encontrar uma solução verylowcost para impedir que passe a dormir sem lençóis, limpar-me a rolo de cozinha quando sair do banho ou levar um saco de plástico com a roupa sempre que quero viajar.

NOT ACCEPTED!!!

terça-feira, 19 de maio de 2015

Dia 139 – Feelings

Ninguém consegue controlar os seus sentimentos ao máximo. Já perceberam que eu sou um sentimentalista e que ultimamente tenho estado com os sentimentos muito à flor da pele. Quero aprender a lidar com isto de uma forma mais racional. Mas penso em demasia nas coisas e nas consequências das coisas. Lamentavelmente penso sempre antes de tudo acontecer, quão trágicos vão ser esses eventos, depois fico aborrecido porque tais acontecimentos não foram deveras trágicos.
Mas aqui estou eu, a pensar no que digo, o que faço, o que vou fazer, e as consequências inerentes a todos esses eventos.
Aproxima-se uma efeméride no meu calendário. Não sei o que recorde desse dia. Se uma alegria, se uma grande tristeza.



Not Accepted!!!

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Dia 138 - No words today...




Not Accepted!!!

Dia 137 e 138 – FDS de MEDOS e BENFICA

O sol tem a tendência de nos deixar animados, e cheios de energia… assim foi… e como foi fim-de-semana de museus abertos tá tarde e de borlix decidimos ir ver o aqueduto das aguas livres e passear naquelas arcadas gigantes e certificar-me que tenho efectivamente vertigens. 
A certa altura, quando o arco maior estava sobre os meus pés senti uma tremenda necessidade de gatinhar… é que estava a  296,75 palmos de altura…

Em solo firme fomos em direcção ao reservatório da Mãe de Agua e constatei aí que MyLov tem claustrofobia, e claro que este termo n se usa por ter medo de estar em claustros…



Ontem foi dia de praia, mas foi principalmente dia do Glorioso Sport Lisboa e Benfica.
Parabéns pelo 34º Campeonato…


ACCEPTED!!!



PS… Roberto Carlos, magnífico!

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Dia 135 - Roberto Carlos

Hoje é dia de ir ver o meu querido, meu velho, meu amigo...


...e vou de 


no fim, salvem As Baleias se faz favor...


PS - já sabem que eu sou louco... mas porque gosto muito de vocês deixo uma dedicatória: 



ACCEPTED!!!




Dia 134 – Merda de colina!

Lisboa tem sete, umas mais íngremes que outras… claro que eu tenho de subir uma todos os dias para ir trabalhar… claro que além disso assim que entro nas instalações tenho de continuar a subir a colina até ao palacete… claro que assim que chego à porta tenho de subir escadas… e claro que a minha sala é a mais recôndita e desprovida de vista que há no palacete.

Estou tão alto na colina que seria suposto eu ter uma vista deslumbrante sobre Lisboa… mas não, parece que a merda da colina ainda se torna mais íngreme porque sei que vou chegar ao trabalho e a vista dá náuseas! Ou então é só da altura!





Not Accepted!!!

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Dia 133 - Emoticons

Há emoticons que conseguem ser muito desagradáveis...


Not Accepted!!!


quarta-feira, 13 de maio de 2015

Dia 132 - PORCO (Hai)

Admito que se alguém me dissesse és Porco eu ficaria bastante indignado.


Mas não resisti e depois de uma discussão sobre o tema fui verificar qual é o meu signo chinês:

Porco! Sou Porco! Hai como é possível, sou Porco!

Mas faz todo o sentido se não notem:


O Porco é sincero, tolerante, amoroso, generoso, honesto, boa companhia e tem sempre tempo para ouvir os problemas dos outros. Fazem poucos inimigos, mas podem ter um temperamento quente e ficam doidos quando são enganados. Os Porcos são amantes do campo e do jardim, histórias de amor e tradição, e são pensadores conservadores. Gostam de se divertir, mas também trabalham bastante. Apreciam boa companhia, mas não gostam de multidões. Adoram as suas famílias, e são práticos quando se trata da casa. São asseados e gostam de viver num ambiente limpo e arrumado. São muito populares com o sexo oposto e apaixonam-se facilmente. São sensuais e amam com paixão e intensidade. Esforçam-se muito por agradar às pessoas de quem gostam.

O Porco é calmo e tolerante.Dá-se bem com outras pessoas e outros ambientes.


Detalhes do seu elemento AGUA:
Emotivo, sensível, flexível e versátil, doce e adaptável, inteligente e estudioso. É simpático e possui senso de humor, tem capacidade para o trabalho e com uma habilidade para se comunicar muito elevada, pois geralmente é bem articulado. Compensa a sua possível falta de energia ou de vontade com uma intuição que na maioria das vezes lhe pode ser muito útil.

Depois de ler este descritivo e analisando só assim por alto a minha vida, diria que embora seja de facto assim não sei se é coisa boa!!! 
(Lá estou eu com o meu negativismo).

ACCEPTED!!!


terça-feira, 12 de maio de 2015

Dia 131 – Descoloração

Se hei-de tatuar o antebraço direito e peja-lo de algo tipicamente português, constatei que os pelos que tenho no braço tapariam a tatuagem e o efeito pretendido desvaneceria.
Assim e em conversa com amigos foi sugerido as mais diversas soluções sendo que a depilação a cera foi mote de conversa por mais tempo do que outras técnicas existentes.

Excluída definitivamente foi a gilette, pois torna o pelo muito escuro e pareceria que o braço estaria antes pejado de pontos negros, o que seria uma verdadeira porcaria.

Myfriend é cabeleireira e sugeriu enfaticamente a descoloração, o que não me desagradou de todo pois gosto dos meus pelos nos braços, e então munida de todo os seu kit amavelmente fez um teste consentido nas minhas mãos.

Um líquido azul cien, com um cheiro a lixivia misturado com manteiga e agua oxigenada… um químico altamente corrosivo mas em menos de cinco minutos deixou as minhas mãos loiras, quase a tocar no branco. Creio que mais uns segundos e a não era apenas a cor que desapareceria mas sim todo o pelo, a pele, carne e ossos…

Claro que Myfriend sabia o que fazia, e as mãos ficaram brilhantemente descoloradas.

Olhei para as minhas mãos e deparei-me que ou é do stress ou é porque os meus pelos crescem a uma média de 2mm por dia!
Tenho as mãos num misto de preto e loiro o que retira o estilo todo e que em dois dias aparecerá sobre a tatuagem o que é deveras deprimente!

Myfriend and MyLov insistem que pra que perdure um braço sem pelo só a cera…
Tão a ver!!!


Not Acceptable!!!

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Dia 129 e 130 – Fim-de-semana

Caldeirada de peixe foi sinónimo de fim-de-semana para mim. E contrário às minhas expectativas estava muito bom.

Mas impressionante foi o facto de ter decidido ir a uma feira de usados procurar um automóvel para substituir o banco com rodas que conduzo. Isto porque já são demasiadas avarias e luzes no tablier acesas que deviam estar apagadas.

Não fez ainda duas semanas que fui busca-lo à oficina e já andava com as luzes acesas de novo.

Olhamos e que belas máquinas, carros recentes e prontos para as minhas mãos, ou então não. É que existe um misto de sentimento entre querer um carro novo e um carro novo vir parar às minhas mãos.
Descuidado como sou, ficar 10 anos agarrado a um crédito e 10 anos a ver um automóvel em segunda mão envelhecer, ou então falecer mais cedo que o previsto, é que créditos são coisas que não morrem, parecem eternos!

De volta à cadeira com rodas que conduzo olho para o tablier e qual é o meu espanto? As luzes apagam, como se o sentimentalista de meia tijela estivesse para adivinhar que o destino dele seria o desmantelamento! 

Mas não, mimei-o com mais 30€ de gasolina 98, porque agora anda fino, e disse-lhe: meu cabrão tens de durar pelo menos mais 2 anos!

Ontem, domingo, foi domingo e nada mais!


Accepted!!!

Tertúlia Escrever Escrever... dia 128 à noite!

Ninguém diria que uma pessoa como eu iria gostar tanto de uma tertúlia literária. MyLov uma vez mais me arrastou para uma sessão erudita de cultura, desta vez uma Tertúlia literária da Escrever Escrever.

O mote era que único livro e apenas um só cada um salvaria se na tragédia nos fosse dada essa oportunidade?

Reuniram pessoas espectaculares e de experiências de vida muito diversificadas, salvavam livros que lhes marcaram de alguma forma a vida, e diria até que lhes encaminhou vivências e com certeza as fez regredir ao passado que guardavam na memória.

Situando-me naquele grupo, que embora não sendo críticos literários lêem livros e namoram-nos falando deles com uma paixão que apenas posso observar, eu não leio regularmente e apenas me fiz de acompanhante do MyLov.  O improviso foi a minha estratégia para me enquadrar.

Não posso dizer que tenha uma ligação aos livros de tal forma que perdesse tempo a escolher um que me tenha marcado, mas provavelmente salvaria o que estava na cabeceira naquele momento, ou quem sabe só teria tempo de trazer a  Menshealth.

Ainda assim tive a oportunidade de falar a relação que tive com 3 livros, o primeiro que li foi de Mário Sá-Carneiro, Loucura. E neste caso senti-me um criminoso. O livro de que falo foi trazido de uma certa biblioteca em 1999 e até então encontra-se na minha estante. Claro que a risada total me deixou mais reconfortado, mas  certo é que impedi muitos de lerem este clássico de Mário Sá-Carneiro ou então também posso ter evitado que tenha apodrecido naquelas estantes.
Outro livro que me marcou foi “ um jantar muito original” de um pseudónimo de Fernando Pessoa, pelo sarcasmo e morbidez da história.
Outro livro que falei foi o “Diospiro”, um livro de poesias reunidas de Daniel Maia-Pinto Rodrigues, isto porque este poeta alarga-se na comédia de uma forma muito simples e banal.
Como por exemplo o poema que dá titulo ao livro:

Depois do almoço
quando arrastamos a cadeira
um pouco para trás
uma sonolência morna
entrelaçada de luz
entra pelas janelas
ludibria as cortinas
e difusa poisa no vinho.

É nessa altura que dizemos:
vou comer este dióspiro
antes que apodreça.

Resumindo, esta tertúlia fez-me ponderar que o que de facto gosto de escrever não são deprimências, embora assim me sinta em muitos dias ultimamente, renovou o meu estado de espírito na escrita, e a influência das pessoas novas e de outros que há muito fazem parte da minha vida me fizeram ver tal facto.


Que fique registado neste blog e no www que Tertúlias Literárias da Escrever Escrever podem, como os livros, mudar inspirações.

Accepted!!!


quinta-feira, 7 de maio de 2015

Dia 126 - Constatação



Accepted!!!

PS - não tinha mais nada de especial para dizer hoje.



quarta-feira, 6 de maio de 2015

Dia 125 – Barbas e Bigodes

Andei a evitar falar no assunto mas muito se tem falado das barbas e bigodes e quão feias são e sujas e repugnantes.
Até que mereceu um artigo na revista sábado e não só.


Já a menshealth do mês passado falava no assunto de uma forma escarnosa referindo-se ás barbas grandes como sendo mal-cheirosas.

Contra factos científicos não há muitos argumentos e admito que uma barba mal tratada possa estar suja e mal-cheirosa.

Dada a tanta polémica, eu individuo de barba grande, sugeri que analisassem a minha e pude constatar que andam a analisar barbas muito mal tratadas ou de pessoas que não se dedicam à higiene de forma aplicada.

Creio que deviam comparar a barba desses indivíduos com os pelos dos sovacos para perceber se efectivamente é um problema de higiene.

Depois adoro estudos feitos por pessoas, neste caso, que não têm barba, mas que aparentam ter um matagal no rego do cu, que à falta de amostra deve ter servido de espécime comparativo.

Não me alargando muito na minha indignação, as barbas bem cuidadas equiparam-se a cabelos bem cuidados, ou a qualquer penujem corporal que se tenha… assim senhores barbudos, a fim de acabar com este estigma de gente estúpida, tomem banho antes de participarem num qualquer estudo, é que estão a foder as estatísticas todas!



Not Accepted!!!



terça-feira, 5 de maio de 2015

Dia 124 – A odisseia de uma viajem curta…

Ontem cheguei a casa depois de uma viagem curta a Lisboa, de carro, e joguei-me para o chão e beijei-o como se de solo sagrado se tratasse.
É que nunca me senti tão seguro na vida como ontem aquando da minha chegada a casa.

Tive de ir a Lisboa, e fui de carro, mal estava a descer a rua e uma senhora repleta de inteligência está a subir e decide virar á sua esquerda (minha direita) sem se aperceber que estava lá eu… não sei como me desviei da frente do carro dela, dos carros estacionados, do lancil do passeio e consequente muro, tal o pião que fiquei voltado para o sentido de casa. Parecia que tal incidente, que me deixou a tremer o dia todo, queria dizer que não devia sair de casa naquele dia.

Já estava eu na segunda circular, ainda a recompor-me de tal episódio, eis senão quando, indo eu na faixa do meio a 90km/h o senhor da frente trava a fundo porque um abécula, estava parado de 4 piscas apenas nessa mesma faixa… um grito se apoderou de mim, ao passo que o meu pé quase saia pela chapa do carro em direcção ao solo e um desvio milimétrico para a direita fez-me falhar brutalmente a traseira do senhor da frente, um outro desvio milimétrico evitou que fosse ver o estádio do Benfica de pernas para o ar, e um ultimo desvio evitou o carro culpado de tal infortúnio…
Branco como sou, transparente fiquei. É que por milagre não fiquei com os dentes grudados no tablier!

O carro parecia que estava indicado para me safar pois sabia que tinha gasto meio ordenado nele nem há 3 dias e que seria um prejuízo se morresse ali mesmo.

Não sei se foi da chuva se foi da pouca inteligência das pessoas certo é que o tempo de ontem não convidava a grandes velocidades mas sim a atenção redobrada, ainda vi um carro capotado, mais um ou outro na berma, outro em sentido contrario (por despiste), isto tudo até me ver estendido no chão do meu hall.

Sou um tipo de sorte, ou então um magnífico condutor…


Accepted!!!

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Dia 122 e 123


Felizmente havia bolinhos no fim... é que passar hora e meia a ouvir falar em passarola!!!!

Accepted!!!!

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Dia 121 - Dia do Zapping!

This is my fucking day!!!
 

Not Accepted!!!

PS: devia ir pelo menos ao quintar, sempre dava para dizer que saí à rua!