Acordo Ortográfico

Este blog não se rege pelo acordo ortográfico. Nem por qualquer regra gramatical.

Eu sou um nabo a portugês!? Português digo!

terça-feira, 26 de maio de 2015

Dia 146 – Epifania

Não vou contar nada do que tenho passado nos últimos dias e que me têm deixado super feliz e animado. Posso apenas dizer que mesmo que estes dias terminem hoje, amanhã ou no dia seguinte eu não quero saber… simplesmente vou viver.

Mas quero divagar hoje na minha aquiescência por dizer que o marasmo a depressão os sentimentos de culpa os complexos e os pensamentos negativos são de facto um cocktail muito perigoso para a vida individual de uma pessoa.

Tenho falado bastante no meu quotidiano sobre a necessidade de se ser equilibrado entre se ser sentimentalista e racional. Até porque a racionalidade deve ser usada para equilibrar os sentimentos.

Durante este tempo todo o problema tem sido saber como ser racional em questões que nos afectam tremendamente as emoções.

Pode isto parecer contraditório mas não é. Não quis dizer que teremos sempre de saber como lidar com os sentimentos por se ser racional, por que a racionalidade está inerente à existência humana, o que quero dizer é que vez por outra algo que nos atinge é tão forte que não sabemos como agir.


Cada um terá o seu antídoto, ou algum cheiro, ou momento, ou será uma imagem, ou os amigos reais ou virtuais, ou o companheiro… certo é que fará e causará uma epifania na maneira de pensar e tudo muda.

Olhamos para nós próprios e constatamos o quão errados estávamos ao pensar de determinada maneira, ou de agir em determinada maneira. Tal situação pode durar anos!

E porque este blog é sobre a minha aquiescência, eu caí do lugar onde estava e vi que tudo é possível e que tudo pode acontecer e que prever as fatalidades ou as consequências desgasta muito uma pessoa e a quem a rodeia.

Quase que transformo este texto que supostamente procurava ser de motivação para quem o irá ler e se identifica com o que aqui desabafo num pedido honesto de desculpas a quem possa ter magoado ou quem afastei - mas ainda assim num momento de egocentrismo – creio que foi no momento certo, no tempo devido e na ocasião apropriada que tudo aconteceu…

Como em tempos disse “Viver não é um capricho meu nem uma natureza que se diz estar traçada em linhas invisíveis pelo destino, estas ideias são para mim um logro que procura justificar as nossas escolhas e contratempos. No entanto há coincidências em momentos da nossa existência que nos fazem pensar que a eventualidade de alguns desses acontecimentos não são acasos. Ainda assim acredito que tudo o que está à minha volta influência as minhas decisões.”


Se por este momento o que me rodeia me faz agir de forma a ficar feliz agradeço a isso, pois diria que a epifania me foi causada por MyLov, Habibi, Jorge, Pether and faa, um cheiro de um perfume, um beijo e um abraço.


ACCEPTED!!!
مقبول