Acordo Ortográfico

Este blog não se rege pelo acordo ortográfico. Nem por qualquer regra gramatical.

Eu sou um nabo a portugês!? Português digo!

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Dia 170 – Viver até ficar velhinho

Ontem decidi que tinha de voltar a cuidar de mim e de melhorar a minha condição física e intelectual, não por causa do que escrevi – de me sentir menos giro de vez em quando – mas sim porque de facto me sinto sem força muscular e cansado.
É que não faço exercício físico regularmente há tempo de mais...

Na minha família a longevidade tem sido uma premissa. A minha avó faleceu com 91 anos, um tio meu com 89 e por aí fora.
Sempre tiveram um “ar” mais jovem e a mente sempre acompanhou isso. Dados a uma incrível sapiência.

Claro que os tempos mudam e chegamos a determinada altura na vida em que questionamos à séria se gostaríamos de viver até aos 80 anos. Muitos diriam que não!

Eu não me importaria nada de viver até aos 80 anos ou até aos 91 se conseguisse estar saudável física e mentalmente como os meus antepassados.

Isto levou-me a avaliar os meus hábitos, sejam eles de fazer exercício, de alimentação e de desenvolvimento cognitivo (expressão cara).
Quero chegar aos 80 anos e poder sentir-me como se tivesse 32! Não quero ter 32 e sentir-me como se tivesse 80!

Accepted!!!