Acordo Ortográfico

Este blog não se rege pelo acordo ortográfico. Nem por qualquer regra gramatical.

Eu sou um nabo a portugês!? Português digo!

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Dia 205 – Estado do tempo…

Olho para o céu e penso logo que vai ser um dia chato e bastante foggy, saio para dar o pequeno-almoço à Dona Lia e apanho com chuvisco no corpo todo porque me esqueço que ainda estou só de cuecas, mas não quero saber!

Pensar o que vestir quando não sabes se a neblina da manhã é de pouca dura é sempre complicado porque se vou agasalhado de manhã sei que à tarde morro de calor.

O meu estado de espírito ultimamente anda colado ao tempo… a verdade é que se está frio de manhã quando acordo à tarde está um calor indescritível.

Começa com um calor confortável, algo terno… um sol que nos faz pele de galinha e que nos atinge o coração. Como se tivesse acabado de beber uma chávena de chá quente, com uma camisola vestida apenas, no meu quintal numa manhã como a de hoje. Depois vem o calor em que tenho de tirar a camisola e ficar só assim, nu, acompanhado de uma cigarrilha que aromatiza o ar.

Mas o êxtase é quando o calor é o dos braços apaixonados, que me enrolam, e ao mesmo tempo que me apertam me libertam numa ironia de temperaturas. É quando o calor da sua respiração atinge o meu pescoço perfumado e os lábios apertam a pele numa carícia que me gela e deixa as minhas pernas dormentes.


Fiz pesquisa (not :P) e parece-me que esta variação de temperatura é saudável… 

Accepted!!!