Acordo Ortográfico

Este blog não se rege pelo acordo ortográfico. Nem por qualquer regra gramatical.

Eu sou um nabo a portugês!? Português digo!

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Dia 198 - Segunda oportunidade? Acho que não!

Ontem em conversa calhou falar-se em segundas oportunidades na vida. Mas quem me falou desse assunto referiu-se a algo mais profundo e que não é o assunto que aqui trago (conceito mais espiritual).

Eu duvido deste conceito de segundas oportunidades...

Para mim isso significaria, eventualmente, que eu iria deixar de me chamar Pedro, de mudar de cor de pele ou passar a ser mulher. Quem sabe nascer noutro país, ser mais pobre ou ser milionário, ter outra família outos amigos, gostar mais de gatos e de jardinagem que de cães e de televisão. Isto seria uma segunda oportunidade na vida. O que não pressupõe que seria uma melhor vida.

Eu encaro que a vida nos traz outras condições, e que o nosso gosto pelas coisas se vai moldando. Que os nossos interesses se modificam e nos obrigam a lutar por eles. Por consequência outras coisas ficam inevitavelmente para traz – mas não são necessariamente ignoradas.

Não me vejo a querer uma segunda oportunidade, olho para a minha vida e embora tudo siga diferente de há alguns anos para cá, certo é que tudo poderá ser diferente de hoje para a frente.

As oportunidades são um conjunto de circunstâncias que se cruzam no nosso quotidiano e que as podemos agarrar ou não. São sentimentos que nos tocam e que mudam a nossa maneira de pensar. Ou respostas a perguntas que foram feitas no passado, esquecidas, até e que subitamente são escutadas.

Segundas oportunidades na vida não existem, isso obrigar-me ia a não ser mais eu.


Accepted!!!